quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Bolha de Sabão

Pode ser pequena ou do tamanho que for, mas jamais esconde tal fragilidade. Delimita um arco-íris que suspira em desejos de criança. Trapaceia quando se mostra tão liquefeita e faz piadas para ver os outros com cara de bobo, surpreendende a todos com suas peraltices. Bolha de sabão vem de tantos outros lugares, mas a que está aqui guarda uma fortuna de carinho e alegria que não se pode nem contar para caber em um mundo só. Deve-se aproveitá-la bem, pois quando menos se espera ou deseja ela se escapole em milhões de partículas desunidas e se esvai como um sonho.

3 comentários:

The Crow disse...

demaix lud

moncoeursauvage disse...

OLá, e eis o que encontro por aqui... E depois eu que sou "a escritora" eu só levo a fama, já vcs se escondem. Adorei entrar aqui estará de agora em diante entre meus favoritos. Beijos da sua colegada de faculdade, Giordana.

Ferdinan Lago disse...

Muito interessante o texto Lud, exemplifica perfeitamente como é toda a magia que envolve a bolha de sabão ^^
Bjuus